Siga-nos

Perfil

Expresso

Fotogaleria

O cativeiro de Natascha

Natascha Kampusch, desaparecida desde 1998, foi encontrada no jardim de uma casa perto de Viena.

Actualmente com 18 anos, a rapariga austríaca viveu os últimos oito encarcerada  numa cave em Strasshof, apenas a alguns quilómetros da sua família. O raptor, um técnico de electrónica, de 44 anos, suicidou-se poucas horas depois de Natascha ter sido encontrada. O sofisticado esconderijo, criado pelo sequestrador, media 2,50m X 2,50m, estava insonorizado e tinha só uma cama, um WC, uma estante, um rádio e uma televisão. O cubículo estava fechado por uma porta de cofre-forte, cuja fechadura tinha um sistema electrónico. Natascha já foi reconhecida pela mãe e mostra fortes indícios da «síndrome de Estocolmo», estado psicológico das vítimas que sentem afecto pelo raptor.