Siga-nos

Perfil

Expresso

Fotogaleria

Bento XVI revolta o mundo islâmico

Nem mesmo o "arrependimento profundo" declarado pelo Papa conseguiu acalmar a ira dos muçulmanos.

A jihad do Islão "é contra Deus" e defender a fé com a violência é uma "coisa irracional". Com estas duas ideias, proferidas durante um discurso na Universidade de Ratisbona, na Alemanha, o Papa Bento XVI lançou uma onda de revolta no mundo islâmico. O sumo pontífice já revelou estar "profundamente desolado" e que não era sua intenção ofender "a sensibilidade dos crentes muçulmanos". A resposta não foi suficiente e o Islão exige um pedido de desculpas. Até lá, as manifestações e os actos de violência continuam.