Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Testes de ADN procuram identificar Mona Lisa

A figura andrógena do famoso quadro de Leonardo da Vinci poderá ser a da mulher de um abastado comerciante de seda. 

Investigadores italianos começaram a efetuar testes de ADN a ossos que se pensa serem de Lisa Gherardini, a florentina que muitos acreditam ter sido a modelo que Leonardo da Vinci retratou em "Mona Lisa".

O esqueleto a ser analisado foi encontrado no ano passado no convento de Sant'Orsola, onde se pensa que Lisa Gherardini, a mulher do comerciante de sedas Francesco di Bartolomeo di Zanobi del Giocondo, terá morrido por volta do ano de 1551.

O ADN será depois comparado com o de ossos de familiares de Giocondo, que se encontravam na Basílica Santissima Annuziata.

Conclusões em maio ou junho

Caso se perceba que pertencem à mesma família, a equipa liderada pelo historiador Silvano Vinceti irá utilizar a caveira, do esqueleto encontrado no convento de Sant'Orsala, para efetuar uma reconstrução facial computorizada e verificar se apresenta semelhanças com a figura pintada por Da Vinci.

"Se nós não a encontrarmos, os historiadores de arte podem continuar a especular sobre quem foi mesmo a modelo", afirmou Vinceti ao "The Wall Street Journal".

O investigador indicou que as conclusões devem ser reveladas em maio ou junho.