Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Incêndio em campo de refugiados faz 42 mortos na Tailândia

Segundo fonte dos serviços secretos tailandeses, "a maior parte dos mortos são mulheres, idosos e crianças". O incêndio terá começado com um acidente quando alguém cozinhava uma refeição.

Pelo menos 42 pessoas morreram e outras dezenas ficaram feridas na sequência de um incêndio num campo de refugiados birmaneses no norte da Tailândia, revela um novo balanço oficial divulgado hoje.

"O último balanço que pudemos confirmar é de 42 mortos", disse o governador da província de Mãe Hong Son, Narumol Paravat, salientando que este número poderá ainda aumentar.

O anterior balanço dava conta de 30 mortos e cerca de 200 feridos no fogo que destruiu 100 abrigos.

Mulheres, idosos e crianças

Segundo fonte dos serviços secretos tailandeses, "a maior parte dos mortos são mulheres, idosos e crianças". O incêndio terá começado com um acidente quando alguém cozinhava uma refeição.

O governo tailandês anunciou que será lançado um inquérito ao sucedido. O ministro do Interior, Jarupopng Ruaengsuwan, afirmou que "não deviam ter morrido tantas pessoas".

Dez campos de refugiados estendem-se ao longo da fronteira da Tailândia com a Birmânia e desde a década de 1980 foram crescendo até acolherem atualmente cerca de 130 mil pessoas.