Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Extrema-direita francesa e holandesa anunciam "aliança histórica"

Marine Le Pen e Geert Wilders revelaram uma "aliança histórica" para as eleições europeias dos próximos anos. 

Uma "aliança histórica" contra a integração europeia e a imigração foi anunciada por Marine Le Pen, líder da Frente Nacional francesa, por ocasião da visita que efetuou ao Parlamento holandês, a convite de Geert Wilders, líder do eurocético e antimuçulmano Partido da Liberdade".

"O tempo para os movimentos patrióticos estarem divididos acabou", afirmou a líder da Frente Nacional francesa. "Hoje é o início da libertação da Europa do monstro de Bruxelas", acrescentou Wilders.

A aliança entre os dois partidos de extrema-direita ocorre tendo em vista os próximos atos eleitorais, em especial as eleições europeias de maio do próximo ano, nas quais os eurocéticos esperam vir a aumentar a sua presença face à atual situação económica na União Europeia.

Apesar de ter perdido quase metade dos seus lugares no Parlamento holandês, nas eleições legislativas de setembro de 2012, o Partido da Liberdade é o quarto maior do país e, segundo as últimas sondagens, está a recuperar a popularidade.

Os dois líderes pretendem alargar a aliança a outros partidos europeus da mesma área política. Para se constituírem como grupo no Parlamento Europeu necessitariam de 25 deputados. Atualmente, a Frente Nacional tem três eurodeputados (um dos quais Marine Le Pen) e o Partido da Liberdade está representado com cinco.