Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA. Ex-advogado de Trump vai prestar depoimento no Congresso

Bloomberg/GETTY

Michael Cohen diz que aceitou depor perante o Congresso dos EUA tendo como base o seu “compromisso de cooperar e fornecer respostas ao povo americano”

O antigo advogado de Donald Trump, Michael Cohen, irá prestar um depoimento no Congresso dos Estados Unidos. A audiência terá lugar no próximo dia 7 de fevereiro, avança a CNN.

Num comunicado enviado à estação norte-americana, Cohen disse que aceitou esta quinta-feira dar o seu testemunho perante o Congresso tendo como base o seu “compromisso de cooperar e fornecer respostas ao povo americano”. “Estou ansioso para ter o privilégio de ter uma plataforma na qual possa dar uma conta completa e credível dos eventos que ocorreram”, afirmou Cohen.

Cohen foi condenado a 12 de dezembro passado a uma pena de três anos de prisão por ter efetuado pagamento ilícitos em 2016 para comprar o silêncio de duas mulheres com quem o Presidente norte-americano manteve relações: Stormy Daniels, uma atriz de pornografia, e Karem McDougal, uma antiga modelo. O objetivo era o de afastar qualquer polémica, não manchando a campanha presidencial de Trump para a corrida à Casa Branca.

Inicialmente, o ex-advogado de Trump negou ter comprado o silêncio de duas mulheres, mas depois acabou por admiti-lo, assim como reconheceu ter mentido perante o Congresso relativamente ao processo de investigação à alegada interferência russa nas eleições norte-americanas.

Cohen confessou ter uma “lealdade cega” em relação a Trump, lamentando que o então candidato à Casa Branca o tenha levado a “escolher um caminho de escuridão”. Por sua vez, Trump acusou o seu antigo advogado de ser “fraco” num post publicado recentemente no Twitter, sublinhando que Cohen só está a querer encobrir os seus “atos sujos”.