Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Japão. Cinco fuzileiros navais americanos desaparecidos depois de colisão entre dois aviões

Estação aérea do corpo de fuzileiros navais dos EUA em Iwakuni, no Japão

The Asahi Shimbun/Getty Images

Já foram resgatados dois dos sete fuzileiros que seguiam a bordo. Um deles encontrava-se em condições estáveis, enquanto o segundo foi transportado a bordo de um navio militar japonês. Os acidentes aéreos militares dos EUA, que disparam nos últimos anos, são um assunto delicado para o Japão. Este terá ocorrido durante um exercício de reabastecimento

Cinco fuzileiros navais dos EUA estão desaparecidos depois de dois aviões colidirem no ar e se despenharem no mar ao largo da costa do Japão esta quinta-feira.

O Ministério japonês da Defesa informou que as suas forças marítimas encontraram até ao momento dois dos sete fuzileiros navais que seguiam a bordo dos aviões no momento do acidente. Um deles encontrava-se em condições estáveis na estação aérea do corpo de fuzileiros navais em Iwakuni, enquanto o segundo foi encontrado cerca de 10 horas após a colisão e transportado a bordo de um navio militar japonês.

A tutela não deu mais pormenores sobre as condições em que se encontrava o segundo fuzileiro, dizendo apenas que os trabalhos de busca e resgate continuavam.

Acidentes aéreos militares dos EUA preocupam Japão

Segundo a agência Reuters, os acidentes aéreos militares dos EUA, que têm disparado nos últimos anos, são um assunto delicado no Japão, particularmente para os residentes de Okinawa, onde se encontra a maior parte da presença norte-americana no país. Uma série de aterragens de emergência e peças caídas de aviões militares têm levantado preocupações com a segurança na zona.

Em conferência de imprensa, o ministro japonês da Defesa, Takeshi Iwaya, disse que o incidente é “lamentável” mas que o foco no momento está na “busca e resgate”. “O Japão responderá apropriadamente assim que os pormenores do incidente forem descobertos”, acrescentou.

As duas aeronaves tinham partido da estação de Iwakuni e estavam a fazer treinos regulares quando houve um “acidente”, informou o corpo de fuzileiros navais, que não elaborou sobre a natureza do mesmo. Um oficial americano disse, sob anonimato, que ocorreu durante um exercício de reabastecimento.