Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Funcionários da Amazon hospitalizados depois de robô provocar acidente com repelente para ursos

Bloomberg/ Getty

24 pessoas foram transportadas para o hospital após o acidente num armazém em Robbinsville, New Jersey

Vinte e quatro funcionários da Amazon foram levados para o hospital esta quarta-feira após um robô ter perfurado uma embalagem de repelente para ursos. Os trabalhadores encontravam-se num armazém em Robbinsville, em New Jersey (nos arredores de Nova Iorque), quando tudo aconteceu. As pessoas foram conduzidas ao hospital “por precaução” e esperava-se que ao longo do dia todas tivessem alta.

A segurança dos nossos trabalhadores é sempre a nossa prioridade e o caso já está a ser investigado”, assegurou a empresa num comunicado, citado pelo jornal “The Guardian”.

A embalagem de repelente perfurada, e que de seguida caiu da prateleira, tinha cerca de 255 gramas de capsaicina, um composto químico e componente ativo nas pimentas chili que provoca irritação aos humanos, causando uma sensação de ardor e queimadura.

O incidente trouxe uma vez mais à discussão as condições e políticas de trabalho nos armazéns da Amazon nos EUA e no Reino Unido, que anteriormente já haviam sido consideradas como débeis e perigosas para os funcionários. O jornal britânico “The Guardian” recorda uma investigação que publicou em junho e que dava conta de uma série de casos de pessoas que ficaram incapazes de trabalhar após acidentes ocorridos nos armazéns.

“Os robôs automáticos da Amazon colocam a vida dos trabalhadores em perigo. Isto é o mais escandaloso exemplo de uma empresa que dá prioridade aos lucros em vez da saúde e segurança dos seus funcionários”, dizia nessa altura Stuart Appelbaum, presidente do sindicato que representa os trabalhadores de empresas de retalho.