Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Facebook deu dados privilegiados dos seus utilizadores à Airbnb e Netflix

MANDEL NGAN/GETTY IMAGES

Documentos internos e e-mails mostram que a rede social chegou a acordo com algumas empresas para negociar acesso à informação dos seus utilizadores. Facebook assegura: “nunca vendemos dados”

Empresas como o Airbnb, a Netflix ou Lyft (empresa de partilha de carros) tiveram especial acesso a dados de utilizadores do Facebook. A revelação foi feita pelo comité parlamentar britânico, esta quarta-feira, que obteve documentos e emails internos do Facebook, que negociou com as empresas estes privilégios.

Os documentos em causa, revela o jornal “The New York times”, expõem as negociações entre o Facebook e empresas selecionadas, que teriam acesso a informações que, de acordo com a normal política de segurança de dados, não teriam. Assim, algumas normas foram alteradas para que estes privilégios pudessem acontecer.

Estas negociações aconteceram entre 2012 e 2015.

“[Os documentos] São apenas uma parte da história e estão a ser apresentados de uma forma mal interpretada e sem contexto adicional. Tal como qualquer negócio, temos várias conversas internas sobre como pudemos construir um modelo de negócio sustentável para a nossa plataforma. Mas os factos são claros: nunca vendemos dados”, assegurou o Facebook em comunicado, citado pela mesma publicação.

A divulgação destes documentos estava em disputa há mais de uma semana, uma vez que fazem parte de um processo que envolve a rede social e os criadores de uma app.