Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Aeronave cai em área residencial de São Paulo e mata duas pessoas

Duas casas e quatro veículos foram atingidos, piloto e co-piloto morreram, 11 pessoas ficaram feridas. Nos últimos 10 anos, o Brasil regista em média um acidente aéreo a cada dois dias

Sofia Perpétua, no Rio de Janeiro

Poucos minutos após descolar, um pequeno avião caiu na tarde de sexta-feira no Bairro Casa Verde, perto do aeroporto de Campo de Marte, na zona norte de São Paulo. Morreram duas das cinco pessoas que viajavam na aeronave, 11 pessoas ficaram feridas, cinco feridos estavam em sua casa na altura do acidente.

Alguns residentes foram salvos de dentro das suas casas em fogo, de acordo com os bombeiros. Testemunhas no local sentiram as casas a tremer e ouviram um grande estrondo. Quem passava na rua relata o terror que se viveu após o impacto com viaturas a arder e residências em chamas.

“Nunca pensei que fosse ver gente pegando fogo e se queimando bem na minha frente”, disse o motorista de Uber, Selmo da Silva ao jornal Folha de São Paulo logo após o acidente.

Um casal de idosos perdeu a sua casa com o fogo causado pelo acidente. A aeronave caiu em cima das casas e atingiu veículos a cerca de 50 metros de um posto de gasolina. O Corpo de Bombeiros mobilizou 16 viaturas e 56 homens para controlar o fogo no local do acidente.

Veja as imagens da aeronave logo após a queda

Os pilotos da aeronave Leonardo Kazuhiro Imamura e Guilherme Peixoto Murback foram as únicas vítimas mortais deste acidente. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a mãe de um deles esteve no local e ficou em estado de choque, sendo atendida pelos serviços de emergência. A aeronave partiu do aeroporto de Campo de Marte e tinha como destino a cidade de Jundiaí.

Bombeiros declarraam “buscas finalizadas e local isolado”

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a aeronave tinha um monomotor Cessna 210 fabricado em 1980 e pertencia ao empresário Fernando Matarazzo. Era um monomotor de seis lugares e estava com os certificados de aeronavegabilidade e de inspeção anual de manutenção regularizados. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) abriu um processo de coleta de dados para investigação sobre quais serão as causas deste acidente. Matarazzo não se encontrava no voo.

Na área onde caiu a aeronave registaram-se seis acidentes aéreos graves nas últimas três décadas.