Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ataque a empresa de segurança britânica em Cabul causa pelo menos 15 mortos

Ataque ao acampamento da empresa G4S, que se dedica ao treino militar no Afeganistão, terminou com “a morte de todos os atacantes”, adiantou o Ministério do Interior do país

O ataque a um acampamento de uma empresa de segurança britânica em Cabul, no Afeganistão, causou pelo menos 15 mortos e quase 30 feridos, após dez horas de confrontos entre as forças de segurança e os talibãs.

Depois de várias horas de confrontos, o ataque ao acampamento da empresa de segurança G4S, que se dedica ao treino militar no Afeganistão, terminou com "a morte de todos os atacantes, afirmou esta quinta-feira o porta-voz do Ministério do Interior do Afeganistão, Nasrat Rahimi.

O ataque começou na tarde de quarta-feira, quando um suicida conduziu um camião carregado de explosivos contra as instalações da empresa britânica, abrindo caminho para a entrada no local de outros quatro atacantes.

Entre os mortos, além dos cinco atacantes, existem também seis afegãos, um britânico e "os outros três ainda não foram identificados", refere o porta-voz, acrescentando que os feridos são nepaleses, afegãos e britânicos.

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, assumiu a responsabilidade pela ação através de uma mensagem na sua conta na rede social Twitter, na qual afirmou que seus homens detonaram um camião com explosivos, para permitir a entrada de suicidas no edifício.

Este ano Cabul foi palco de vários ataques, o último dos quais na passada semana, quando um ataque suicida causou 55 mortes e quase 70 feridos.