Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA reforçam segurança numa importante fronteira com o México

SANDY HUFFAKER/GETTY

A medida de reforço do equipamento de segurança na fronteira de San Ysidro, que liga os EUA com o México, acontece no momento em que uma caravana de refugiados se dirige da América Central rumo aos Estados Unidos

A fronteira de San Ysidro, que liga os EUA com o México, onde milhares de migrantes aguardam para pedir asilo político nos EUA, foi reaberta depois de ter sido temporariamente fechada para reforço de segurança.

O Departamento de Alfândegas e Proteção de Fronteiras dos EUA reabriu pelas 7h locais (16 em Lisboa) uma das principais passagens entre a Califórnia e o México, que tinha sido fechada durante algumas horas, para colocar "materiais de reforço".

A medida de reforço do equipamento de segurança nesta fronteira aconteceu no momento em que uma caravana de refugiados se dirige da América Central em direção aos EUA.

O encerramento temporário apanhou de surpresa os milhares de pessoas que transitam diariamente entre os dois países, e onde muitos migrantes aguardam por autorização para asilo político nos EUA.

Durante essas horas, quem quisesse passar do México para os EUA tinha apenas duas alternativas: pelo porto internacional de Otay Mesa e pela passagem pedonal no lado oeste de San Ysidro.

A passagem dos EUA para o México, contudo, não foi afetada por esta medida, informou o Departamento de Alfândegas e Proteção de Fronteiras.

Há uma semana, o exército dos EUA já tinha fechado a passagem em três dos 26 troços de passagem de veículos em San Ysidro, para instalação de muros de contenção.

As medidas restritivas acontecem na altura em que se aproxima das fronteiras com os EUA uma caravana de milhares de refugiados vindos da América Central.

O Presidente dos EUA, Donald Trump, já informou que não aceitará a entrada desses refugiados, tendo decretado a mobilização do exército para reforçar a segurança nas fronteiras.