Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Decisão de Pyongyang de cancelar conversações com Mike Pompeo surpreende Casa Branca

Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano

Yasin Ozturk/Anadolu Agency/Getty Images

As conversações de alto nível entre o regime norte-coreano e o secretário de Estado norte-americano estavam agendadas para esta quinta-feira. Trump espera realizar outra cimeira com Kim Jong-un no próximo ano, garantindo que não irá aliviar a campanha de pressão económica. Pyongyang afirma que já deu passos suficientes para o alívio das sanções

A decisão da Coreia do Norte de cancelar as conversações de alto nível com o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, agendadas para esta quinta-feira, expõe as divisões entre os dois países sobre a desnuclearização, escreve o “Wall Street Journal”.

Segundo o jornal, a decisão de Pyongyang surpreendeu a Administração Trump. O Departamento de Estado estava num processo de emissão de vistos para a delegação norte-coreana que estaria de visita aos EUA e tentou, durante meses, dar início ao diálogo entre o novo enviado especial americano à Coreia do Norte, Stephen Biegun, e o seu homólogo norte-coreano.

Na quarta-feira, o Presidente Donald Trump disse que espera realizar uma outra cimeira com o líder Kim Jong-un no próximo ano, garantindo que não irá aliviar a campanha de pressão económica que impôs a Pyongyang. “Estamos muito felizes com o andamento [do processo] na Coreia do Norte. Gostaria de retirar as sanções mas eles também têm de dar sinais”, referiu.

“Melhoria das relações e sanções são incompatíveis”, alerta MNE norte-coreano

Pompeo declarou recentemente que o desarmamento do arsenal nuclear norte-coreano deve acontecer durante o primeiro mandato de Trump e que o alívio das sanções só ocorreria no final. Um funcionário do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte desafiou esse calendário, alertando na semana passada que “a melhoria das relações e as sanções são incompatíveis”.

O regime de Pyongyang afirmou que já deu passos suficientes para obter o alívio das sanções, desmantelando um local de lançamento de mísseis e uma instalação de testes nucleares e suspendendo os testes de mísseis e armas nucleares. A Coreia do Norte também já devolveu os restos mortais de alguns soldados americanos mortos na Guerra da Coreia.