Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Netanyahu visita a Áustria mas evita reuniões com extrema-direita

JACK GUEZ/Getty

A última vez que um primeiro-ministro israelita visitou a Áustria foi em 1997, quando o próprio Netanyahu, no seu primeiro mandato, se encontrou com o então chanceler Viktor Klima.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, visita este mês a Áustria, mas não se reunirá com membros do Governo que pertençam ao Partido da Liberdade, de extrema-direita, informou nesta quarta-feira o diário The Times of Israel. Netanyahu será o primeiro líder israelita em 20 anos a visitar Viena e vai participar numa conferência sobre antissemitismo e antissionismo, segundo o jornal.

A visita está prevista para 20 e 21 de novembro e o dirigente israelita terá ainda reuniões com representantes do Governo e com o Presidente austríaco, Alexander Van der Bellen. "É um grande prazer dar as boas-vindas ao primeiro-ministro Netanyahu numa visita oficial à Áustria", escreveu na rede social Twitter o chanceler austríaco, Sebastian Kurz.

A última vez que um primeiro-ministro israelita visitou a Áustria foi em 1997, quando o próprio Netanyahu, no seu primeiro mandato, se encontrou com o então chanceler Viktor Klima.

Apesar de o Partido da Liberdade integrar o Governo, houve uma aproximação entre a Áustria e Israel desde a eleição de Kurz. O partido viu-se envolvido em fevereiro passado numa série de escândalos antissemitas que obrigaram a criar uma comissão de historiadores para investigar o seu passado.