Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Greenpeace denuncia tortura em “cadeia de baleias” na Rússia

Yuri Smityuk/GETTY

Mais de 100 baleias encontram-se em contentores na costa leste do Pacífico na Rússia para serem exportadas para a China. Ativistas alertam para maus tratos e ameaça da espécie a longo prazo

Mais de uma centena de baleias estão há vários meses depositadas em contentores na costa leste do Pacífico na Rússia, perto da cidade portuária de Nakhodka, para serem vendidas ilegalmente para a China. A denúncia foi feita pela Greenpeace, que alertou para as condições de maus tratos, como “tortura”, a que estão submetidos estes animais.

Segundo a organização ambiental, 11 orcas e 90 baleias beluga encontram-se presas em pequenos contentores – algumas desde julho – à espera de serem exportadas para parques aquáticos e aquários chineses. A “prisão de baleias” como foi apelidada pelos media locais deverá ser alvo de um inquérito, depois de o Ministério Público russo ter sido alertado para a caça e venda destes animais, refere a CBS.

A imprensa russa avança que as quatro empresas que detêm os contentores venderam pelo menos 13 baleias para a China a preços milionários, entre 2013 e 2016. Há 26 anos que a Comissão Baleeira Internacional proibiu a captura de baleias, exceto para fins educativos e científicos. A caça e comércio ilegal ameaçam a espécie a longo prazo, alertam os ativistas.