Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

UE recusa taxa digital antes de 2021

O ministro das Finanças alemão, Bruno Le Maire, à conversa com o seu homólogo alemão, Olaf Scholz, durante o Ecofin

Andia/GETTY

Ministros das Finanças europeus não chegaram ainda a acordo sobre o novo imposto digital para as gigantes tecnológicas. Mas para já não deve entrar em vigor até 2021

Os ministros das Finanças da União Europeia (UE) recusaram esta terça-feira aplicar o novo imposto digital antes de 2021. A decisão foi tomada esta tarde durante a reunião do Ecofin, em Bruxelas, que foi marcada por várias divisões entre os Estados-membros.

Irlanda, Suécia, Dinamarca e Chipre manifestaram-se contra a proposta de Bruxelas de aplicar uma taxa de 3% sobre as vendas das grandes empresas de tecnologia – como o Google, Facebook, Apple e Amazon –, defendendo que tal medida poderia abrir uma guerra com os EUA e travar a inovação tecnológica. Estes quatro países consideram que seria melhor encontrar uma solução no seio da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), refere o jornal “El Español.”

Já a França e a Alemanha insistem que o novo imposto deveria entrar em vigor antes de 2021. O ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, foi taxativo na reunião: “Queremos a adoção da diretiva sobre a taxa digital no final deste ano. Esta é uma clara linha vermelha para o governo francês”, garantiu o governante, citado pela CNBC.

Na opinião do ministro das Finanças francês, os “problemas técnicos” poderão ser resolvidos a tempo do próximo Ecofin, com a expectativa de que a pressão da Alemanha possa ajudar a agilizar a aplicação da taxa. “Irei gastar dia e noite com os meus amigos alemães a fim de encontrar um compromisso e uma solução para estas questões técnicas. Ninguém pode tomar vantagem destes problemas para fugir à sua responsabilidade política”, insistiu.

Mas, segundo o “Financial Times”, os ministros das Finanças europeus não têm já expectativa de que um acordo sobre a taxa digital possa ser alcançado na próxima reunião do Ecofin, em dezembro.

A comissária europeia da Justiça, Věra Jourová, reafirmou esta terça-feira durante a Web Summit, em Lisboa, a uma “forte determinação” da UE em aplicar a taxa digital, mas não avançou nenhuma data para ser aprovada e entrar em vigor.