Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mais de uma centena de contas do Facebook bloqueadas na véspera das eleições dos EUA

MANDEL NGAN/GETTY IMAGES

Autoridades norte-americanas entraram em contacto com o Facebook para dar conta de um alegado “comportamento coordenado” de utilizadores que poderá estar ligado a entidades estrangeiras

O Facebook anunciou que bloqueou 115 contas na segunda-feira, devido a atividades suspeitas que poderão estar ligadas a entidades estrangeiras, um dia antes das eleições intercalares nos EUA.

Num comunicado divulgado online, a empresa liderada por Mark Zuckerberg refere que bloqueou 85 contas do Instagram, em inglês, e outras 30 contas do Facebook, em francês e russo, umas centradas em figuras públicas e outras em discussões políticas.

As autoridades norte-americanas entraram em contacto com o Facebook no domingo à noite para dar conta de um alegado “comportamento coordenado” que poderá estar ligado a entidades estrangeiras.

“Por norma investigaríamos mais antes de divulgar a informação publicamente. Mas dado que estamos na véspera de eleições importantes nos Estados Unidos, queríamos informar as pessoas sobre a ação que tomámos e os factos que sabemos”, justificou a empresa.

O Facebook garantiu ainda que está a analisar individualmente cada caso e que em breve irá prestar mais informações. “Como parte dos nossos esforços para prevenir a interferência do Facebook durante as eleições, estamos em contacto frequente com as autoridades, especialistas externos e outras empresas internacionais”, acrescenta.

Depois da alegada interferência russa nas eleições norte-americanas de 2016, que elegeram Donald Trump, e a preocupação com as fake news, o Facebook garante estar atento face a estas situações. O objetivo é evitar mais polémicas.

“Estas parcerias e a nossa própria investigação, tem-nos ajudado a encontrar e eliminar maus utilizadores do Facebook em várias ocasiões no último ano – mais recentemente, a 26 de outubro, [eliminámo ] 72 páginas, grupos e contas associadas ao Irão”, conclui.