Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“El Chapo” começa a ser julgado em Nova Iorque sob fortes medidas de segurança

STR/LatinContent/Getty Images

Os 12 jurados, com seis suplentes, permanecerão anónimos e serão todos os dias escoltados de e para o tribunal federal. Eles irão determinar se Joaquín Guzmán é culpado de 11 acusações de tráfico de drogas, posse de armas de fogo e lavagem de dinheiro. O cartel de Sinaloa, que “El Chapo” fundou em 1989, continua ativo e extremamente perigoso

Joaquín “El Chapo” Guzmán, acusado de administrar o maior cartel de drogas do mundo, começa esta segunda-feira a ser julgado em Nova Iorque. “El Chapo” também é acusado de ter passado um quarto de século a contrabandear mais de 155 toneladas de cocaína para os EUA.

O julgamento, que custará milhões de dólares e deverá durar mais de quatro meses, colocará um dos criminosos mais conhecidos do mundo perante o sistema de justiça americano. Os acusadores passaram anos a montar um caso contra Guzmán, que foi extraditado em 2017 depois de ter fugido duas vezes da prisão no México.

Especialistas acreditam que “El Chapo”, com 61 anos, deverá passar o resto da vida numa prisão americana de segurança máxima. O cartel de Sinaloa, que fundou em 1989, continua a ser extremamente perigoso, enquanto o tráfico violento continua inabalável no México e o vício em opiáceos se transformou numa epidemia nos EUA.

23 horas por dia na cela

A seleção do júri será conduzida em condições de segurança apertada. Os 12 jurados, com seis suplentes, permanecerão anónimos e serão todos os dias escoltados de e para o tribunal federal. Eles irão determinar se Guzmán é culpado de 11 acusações de tráfico, posse de armas de fogo e lavagem de dinheiro.

Segundo a acusação, o cartel de Sinaloa, que “El Chapo” liderou entre 1989 e 2014, tornou-se “a maior organização de tráfico de drogas do mundo com milhares de membros”. Guzmán tem sido mantido em solitária em Nova Iorque desde que o México o extraditou em janeiro de 2017, um dia antes de Donald Trump tomar posse como Presidente dos EUA.

“El Chapo” passa 23 horas por dia na sua cela. Os únicos visitantes que pode receber são os seus advogados e as suas filhas gémeas de sete anos, das quais fica separado por um vidro grosso. O juiz proibiu a sua esposa, a rainha de beleza Emma Coronel, de 29 anos, de o visitar.