Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Egito cancela visita de MNE brasileiro após anúncio de transferência da embaixada em Israel

EVARISTO SA/GETTY

Governo egípcio invoca questões de agenda, mas terá sido a intenção de Bolsonaro de transferir a embaixada do país em Israel que o levou a cancelar a visita ao Cairo do ministro dos Negócios Estrangeiros (MNE) do Brasil

Ainda antes de tomar posse, o recém-eleito Presidente do Brasil já está a deixar alarmados os países vizinhos e aliados. A aproximação à política dos EUA e de Israel anunciada por Jair Bolsonaro também já está a causar consequências a nível diplomático.

Incomodado com a intenção do novo chefe de Estado brasileiro de transferir a embaixada do país em Israel, de Telavive para Jerusalém, à semelhança de Trump, o governo do Egito decidiu cancelar a visita ao Cairo do ministro dos Negócios Estrangeiros (MNE) do Brasil agendada para a próxima quinta-feira.

O anúncio foi feito esta segunda-feira pelo governo egípcio, que invocou questões de agenda para justificar o cancelamento da visita, refere o jornal “O Globo”.

Foi em Xangai – onde estava a participar numa feira de comércio internacional –, que o atual MNE brasileiro (do governo de Michel Temer), Aloysio Nunes Ferreira, foi informado da decisão das autoridades egícias.

Também o governo do Qatar manifestou desagrado face à medida anunciada por Bolsonaro, apelando ao recém-eleito Presidente do Brasil para recuar na sua decisão detransferir a embaixada do seu país em Israel de Telavive para a ocupada cidade de Jerusalém.

Desde que foi eleito, Bolsonaro tem estabelecido contactos para formar governo. Vários possíveis nomes têm sido avançados, mas não para a pasta dos Negócios Estrangeiros.