Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Tiroteio em estúdio de ioga causa dois mortos e cinco feridos na Florida

Mark Wallheiser

Desconhecem-se ainda as motivações do atacante que se suicidou após o tiroteio ocorrido num estúdio de ioga em Tallahassee, na Florida

Um tiroteio num estúdio de ioga na Florida, nos Estados Unidos, causou dois mortos e cinco feridos, com o atirador a suicidar-se de seguida, informou este sábado a polícia.

Na noite de sexta-feira, o responsável da Polícia de Tallahassee, no Estado da Florida, disse aos jornalistas que um homem atingiu a tiro seis pessoas e agrediu com a pistola uma outra depois de ter entrado no estúdio, situado num pequeno centro comercial.

Michael Deleo referiu, na altura, que o suspeito disparou depois sobre si próprio. Mais tarde, a Polícia identificou o atirador como sendo Scott Paul Beierle, de 40 anos.

As vítimas mortais foram duas mulheres, Nancy Van Vessem, 61, e Maura Binkley, de 21 anos.

Nancy Van Vessem era médica e diretora do Capital Health Plan que a descreve como "uma força visionária" no seu trabalho diário no sentido de "servir o bem estar e a saúde" das famílias daquela comunidade.

O presidente da Universidade Estatal da Florida, John Thrasher, disse que Nancy Van Vessem e Maura Binkley estavam relacionadas com a instituição, a primeira era membro da faculdade e a segunda era estudante.

O responsável da Polícia especificou que o atirador atuou sozinho e as autoridades estão agora a investigar possíveis motivos para o ataque.