Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Casa Branca impõe novas sanções contra a Venezuela

John Bolton falava sobre as relações com a América Latina numa universidade de Miami

CRISTOBAL HERRERA/EPA

A Venezuela foi acusada de fazer parte, com Cuba e a Nicarágua, de uma “troika da tirania” na América Latina

A administração norte-americana impôs esta quinta-feira novas e "pesadas" sanções contra a Venezuela, acusada de fazer parte, com Cuba e a Nicarágua, de uma "troika da tirania" na América Latina.

As sanções contra Cuba e a Nicarágua são igualmente reforçadas, disse John Bolton, conselheiro para a Segurança Nacional do Presidente norte-americano, Donald Trump, num discurso em Miami, onde residem milhares de pessoas que fugiram destes países.

Bolton atacou "o triângulo de terror que vai de Havana a Caracas e a Manágua" e os seus três "tiranos que pensam que são homens fortes e revolucionários", mas que na verdade são "figuras de circo e [são] desprezíveis".

O conselheiro da Casa Branca disse ainda que estes países representam as "forças destrutivas de opressão, socialismo e totalitarismo" e realçou que este trio de nações "encontrou-se finalmente com a administração" norte-americana.

As sanções à Venezuela proíbem os cidadãos dos Estados Unidos de comercializarem ouro exportado deste país sul-americano.

Já as sanções contra Cuba adicionam novos itens aos que constavam de uma lista negra.

O discurso de Bolton em Miami pode vir a galvanizar os cubano-americanos que defendem nos Estados Unidos uma abordagem política mais dura em relação a Cuba.