Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump vai visitar áreas afetadas pelo furacão Michael que causou pelo menos 13 mortos

Joe Raedle/Getty

Centenas de milhares de casas e empresas na Florida, Alabama, Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte e Virgínia estão sem energia e sem telefone

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira que vai visitar a Florida e a Geórgia na próxima semana para ver os estragos causados pelo Furacão Michael, que provocou pelo menos 13 mortos. Donald Trump anunciou a sua intenção de visitar as zonas na rede social Twitter, mas não especificou quando efetuará a visita às áreas afetadas.

"As pessoas não fazem ideia da intensidade com que o furacão Michael atingiu o Estado da Geórgia", escreveu o Presidente norte-americano. O Presidente garantiu que a sua administração está a trabalhar "de forma muito intensa em todas as zonas e todos os estados que foram atingidos".

Segundo as autoridades norte-americanas, o furacão causou a morte a pelo menos 13 pessoas nos vários Estados atingidos, referindo que o número de mortos pode vir a aumentar. As autoridades na Virgínia continuam as buscas por duas pessoas que foram arrastadas pelas águas durante as inundações que ocorreram.

O furacão Michael, que atingiu na quarta-feira o noroeste da Florida com a categoria 4 e com ventos de cerca de 250 quilómetros por hora, tem vindo a perder intensidade, tendo já passado à categoria de ciclone pós-tropical. O furacão destruiu ruas inteiras de casas e estabelecimentos comerciais, derrubou árvores, arrancou estruturas, provocou inundações e levou muitos destroços para as estradas, com a zona de México Beach a ser das mais afetadas.

Imagens aéreas mostram casas levadas pela força dos ventos, bases aéreas foram também destruídas. Tudo o que resta são os alarmes de incêndio das casas devastadas pelo furacão Michael e o equipamento de construção que desimpede as vias de acesso. Centenas de milhares de casas e empresas na Florida, Alabama, Geórgia, Carolina do Sul, Carolina do Norte e Virgínia estão sem energia e sem telefone.