Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Balanço de mortos sobe para 11 na passagem do furacão Michael pelos EUA

The Washington Post/Getty Images

As autoridades norte-americanas anunciaram esta sexta-feira de manhã que cinco pessoas morreram no estado da Virgínia, juntando-se a outras seis vítimas já anteriormente confirmadas na Florida, Geórgia e Carolina do Sul

Pelo menos 11 pessoas morreram desde que o furação Michael, reclassificado como tempestade tropical, chegou à costa da Florida na quarta-feira, segundo um novo balanço apresentado hoje pelas autoridades dos Estados Unidos.

As autoridades norte-americanas anunciaram esta sexta-feira de manhã que cinco pessoas morreram no estado da Virgínia, juntando-se a outras seis vítimas já anteriormente confirmadas na Florida, Geórgia e Carolina do Sul.

“Cinco mortes confirmadas relacionadas com o (furacão) Michael”, escreveram na rede social Twitter os serviços de emergência da Virgínia, estado localizado ao sul de Washington.

A tempestade atingiu a Virgínia na noite de quinta-feira, seguindo para o norte desde que passou pela Florida e, agora, está a afastar-se do território norte-americano, tendo sido reclassificado como ciclone pós-tropical.

O departamento de Emergência da Virgínia acrescentou que 520.000 residências estão sem eletricidade.

"Inundações, árvores caídas, estradas fechadas e detritos afetarão o trajeto matinal", referiu a mesma fonte.

Atingindo o noroeste da Flórida na quarta-feira com ventos de incrível violência, a 250 quilómetros por hora –, o Michael deixou uma paisagem de desolação.

A pequena cidade costeira de Mexico Beach, que ficou deserta sem os seus habitantes, foi devastada.

Imagens aéreas mostram casas levadas pela força dos ventos.

Tudo o que resta são os alarmes de incêndio das casas devastadas pelo furacão Michael e o equipamento de construção que desimpede as vias de acesso, disse um jornalista da agência de notícia AFP.

Quatro pessoas morreram na Florida, de acordo com o gabinete do xerife do Condado de Gadsden. Na vizinha Geórgia, uma menina de 11 anos morreu ao ser atingida por um toldo de garagem que caiu da sua casa, segundo as autoridades.

Na Carolina do Norte, atingida duramente pelo furacão Florence no mês passado, uma pessoa morreu depois de uma árvore desabar sobre um carro, anunciou o governador do estado na tarde de quinta-feira.

As instruções de retirada feitas antes da passagem furacão Michael terão salvo muitas vidas e a reconstrução começará somente após a fase de resgate e limpeza realizada atualmente por milhares de soldados e equipas de busca e salvamento que foram mobilizados.