Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Adeus, NAFTA! Olá, USMCA! EUA e Canadá chegam a novo acordo comercial com o México

Admininistração Trump aplica milhões em tarifas às importações

BENOIT TESSIER/Reuters

O novo acordo Estados Unidos-México-Canadá (USMCA) prevê mais acesso dos EUA ao mercado canadiano de laticínios e um limite para as exportações de automóveis para os EUA. Os trabalhadores, agricultores e empresas de ambos os países terão “um acordo comercial de alto nível que resultará em mercados mais livres, comércio mais justo e crescimento económico robusto”, disseram responsáveis dos EUA e do Canadá

Os EUA e o Canadá chegaram na madrugada desta segunda-feira a um novo acordo comercial, juntamente com o México, para substituir o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (NAFTA, no acrónimo em inglês). O novo acordo Estados Unidos-México-Canadá (USMCA) envolve mais acesso dos Estados Unidos ao mercado canadiano de laticínios e um limite para as exportações de automóveis para os EUA.

Há muito que o Presidente dos EUA, Donald Trump, queria renegociar o NAFTA e, ainda recentemente, o Canadá parecia arriscar-se a ser excluído de um acordo final.

“Hoje, o Canadá e os Estados Unidos chegaram a um acordo, juntamente com o México, em relação a um novo e modernizado acordo comercial para o século XXI: o Acordo Estados Unidos-México-Canadá”, anunciaram o representante do Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, e a ministra canadiana dos Negócios Estrangeiros, Chrystia Freeland, numa declaração conjunta.

“Mercados mais livres, comércio mais justo e crescimento económico robusto”

Os trabalhadores, agricultores e empresas de ambos os países terão “um acordo comercial de alto nível que resultará em mercados mais livres, comércio mais justo e crescimento económico robusto”. A declaração conjunta não incluiu os detalhes do acordo mas, segundo fontes citadas pela agência Reuters, os produtores dos EUA terão acesso a cerca de 3,5% do mercado canadiano de laticínios.

O Canadá também terá garantido algumas proteções para a sua indústria automóvel contra potenciais taxas alfandegárias dos EUA. Segundo as fontes, as taxas sobre o aço e o alumínio do México e do Canadá vão permanecer por enquanto.

Os EUA fizeram um acordo com o México em agosto mas as relações com o Canadá face ao pacto comercial tornaram-se cada vez mais tensas nas últimas semanas. A Administração Trump definiu este domingo como prazo para o Canadá chegar a um acordo.