Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Falhas de segurança no Facebook afetam 50 milhões de utilizadores

Jaap Arriens/ Getty Images

A administração do Facebook disse esta sexta-feira que a informação de mais de 50 milhões de utilizadores da rede social pode ter sido comprometida depois de uma falha da segurança registada a 25 de setembro

O Facebook já lançou uma investigação para encontrar os culpados por um recente ataque informático que poderá ter comprometido a informação pessoal de 50 milhões de pessoas.

Um comunicado divulgado pelo Facebook explica que os hackers se valeram de uma debilidade no código de uma ferramenta que permite ao utilizador visualizar o seu perfil como se fosse uma outra pessoa. Uma mudança recente no código da ferramenta que permite a publicação de vídeos acabou por afetar essa outra - normalmente descrita como "ver como" - e deixou esta "brecha" para que a informação de milhões de utilizadores se tornasse acessível.

Desta forma, os hackers tiveram acesso às "senhas internas" de milhões de pessoas, ou seja, ao código que permite ao Facebook recordar o nome de utilizador e a password das pessoas para que não tenhamos que estar sempre a inserir os dados de cada vez que acedemos à rede social.

Esta sexta-feira, mais de 90 milhões de pessoas (50 milhões suspeitas de terem sido afetadas e 40 milhões que teriam utilizado a ferramenta "ver como") tiveram, assim, que voltar a colocar os dados "à mão" já que o Facebook fez "log out" destas contas para evitar que mais dados fossem roubados.