Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Avião falha pista de aterragem e acaba em lagoa da Micronésia

Em poucos minutos, locais embarcaram numa frota de pequenos barcos para salvarem os 35 passageiros e os 12 tripulantes da água. “A Air Niugini pode confirmar que todos os que seguiam a bordo conseguiram abandonar a aeronave em segurança”, revelou a companhia aérea, numa curta declaração

Os passageiros que seguiam a bordo do Boeing 737-800 da Air Niugini foram esta sexta-feira obrigados a nadar para se salvarem quando o avião amarou na lagoa Chuuk da Micronésia e começou a afundar-se. Segundo a agência de notícias France Presse, a aeronave falhou a pista de aterragem no aeroporto de Weno, na remota ilha do Pacífico.

Em poucos minutos, locais embarcaram numa frota de pequenos barcos para salvarem os 35 passageiros e os 12 tripulantes da água. A companhia aérea disse que o avião, que esteve envolvido na colisão com outra aeronave no início do ano, “aterrou perto da pista”.

“A Air Niugini pode confirmar que todos os que seguiam a bordo conseguiram abandonar a aeronave em segurança”, revelou, numa curta declaração. “A companhia aérea está a fazer todos os esforços para garantir a segurança e as necessidades imediatas dos nossos passageiros e tripulantes”, acrescentou.

Sem detalhar o que causou o acidente, que ocorreu às 9h30 locais, a companhia aérea disse que foi informada de que “estava muito mau tempo, com chuva forte e visibilidade reduzida na altura do incidente”.

Segundo a France Presse, a pista do aeroporto é relativamente curta e está rodeada por água.