Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Eis os novos F-35 da Marinha britânica que disparam mísseis a 3700 km/h

Joe Giddens - PA Images/Getty Images

Esta semana fica marcada pela estreia dos novos F-35 Lightning a aterrarem na plataforma do HMS Queen Elizabeth, o maior porta-aviões da Marinha britânica, que navegou em agosto para os Estados Unidos. É a primeira vez que acontece em oito anos

Voam a quase 1900 km/h e disparam mísseis que rasgam os céus a qualquer coisa como 3700 km/h. São assim os novos caças da Força Aérea do Reino Unido, conta o “Daily Star”.

Esta semana fica marcada pela estreia dos novos F-35 Lightning a aterrarem na plataforma do HMS Queen Elizabeth, o maior porta-aviões da Marinha britânica, que navegou em agosto para os Estados Unidos. É a primeira vez que acontece em oito anos.

Os caças, que chegaram a solo britânico no início de junho e que têm sido testados nos EUA, têm outras funcionalidades, entre elas combater ataques cibernéticos. Os F-35 podem chegar aos 50 mil pés de altitude (15 mil metros).

Os mísseis que equipam os novos F-35 Lightning, desenhados e construídos por britânicos, seguem à velocidade referida em cima numa distância até quase 50 quilómetros, estando aptos a atingir um alvo em menos de um minuto. Segundo o diário britânico, o Reino Unido terá nove F-35 até ao final deste ano.

O ministro da Defesa, Stuart Andrew MP, congratula-se que estes caças britânicos serão pilotados por um piloto britânico, com armas britânicas, o que, diz, “é um símbolo da grande influência” que o Reino Unido tem tido “num dos maiores programas de Defesa do mundo, canalizando milhões para a economia e mudando a capacidade das forças armadas”.

Segundo o jornal, a produção dos F-35 vai traduzir-se em 25 mil empregos para os britânicos e na entrada de quase 40 mil milhões de euros nos cofres do Estado.