Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Um migrante morto em disparos da Marinha marroquina contra barco no Mediterrâneo

Marinha de Marrocos refere em comunicado que foi “forçada” a abrir fogo sobre a embarcação, pilotada por uma pessoa de nacionalidade espanhola, que se “recusou a obedecer” quando estava em águas marroquinas

A Marinha Real Marroquina abriu nesta terça-feira fogo contra um barco de migrantes no Mediterrâneo que se recusou a responder aos seus apelos, causando um morto e três feridos, com a embarcação a ser apreendida pelas autoridades locais.

A Marinha de Marrocos refere em comunicado que foi "forçada" a abrir fogo sobre a embarcação, pilotada por uma pessoa de nacionalidade espanhola, que se "recusou a obedecer" quando estava em águas marroquinas, ao largo de M'diq-Fnideq.

Quatro migrantes que estavam a bordo foram atingidos, com um deles a não resistir aos ferimentos, acabando por morrer já no hospital, anunciou um funcionário do governo local. Segundo a mesma fonte, os migrantes "não estavam visíveis" na embarcação. O piloto espanhol foi detido pelas autoridades, que estão a investigar o caso.

Desde o início de 2018, a Espanha registou mais de 38.000 chegadas por mar e terra, de acordo com a Organização Internacional para as Migrações. As autoridades marroquinas referem que abortaram 54 mil tentativas de chegar à Europa.