Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pelo menos 42 pessoas morreram depois de ferry virar no Lago Vitória, na Tanzânia

Teme-se que o número de pessoas que se afogaram possa ser superior a 200. O ferry MV Nyerere virou perto da costa entre as ilhas de Ukora e Bugolora. As operações de resgate são retomadas na manhã desta sexta-feira

Pelo menos 42 pessoas morreram depois de um ferry com centenas de pessoas a bordo ter virado no Lago Vitória, na Tanzânia. Um responsável disse à agência de notícias Reuters que o número de pessoas que se afogaram pode ser superior a 200. As operações de resgate foram suspensas até ao amanhecer desta sexta-feira.

O ferry MV Nyerere virou perto da costa entre as ilhas de Ukora e Bugolora. Pensa-se que o navio sobrelotado tombou quando, ao atracar, as pessoas a bordo se moveram para um dos lados.

As autoridades disseram que o ferry transportava mais de 300 passageiros, sendo que cerca de uma centena já foi resgatada, estando 32 destas pessoas em estado crítico. Os números exatos ainda não foram confirmados, uma vez que a máquina de bilhetes se afundou, de acordo com o operador da embarcação.

“Pedimos esperança a Deus”

“Pedimos a Deus que nos dê esperança face a tal acidente. Pedimos a Deus que nos dê esperança para que não tenha havido um número elevado de mortos”, disse o comissário regional Adam Malina aos repórteres.

Moradores locais juntaram-se às equipas de emergência nos esforços de resgate na tarde de quinta-feira.

Nos últimos anos, a Tanzânia tem sido palco de vários acidentes deste tipo, com a sobrelotação a ser um dos principais responsáveis. Em 1996, naquele que foi um dos piores desastres de ferry do último século, mais de 800 pessoas morreram quando o MV Bukoba virou no Lago Vitória.