Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Hackers furtam 51 milhões de euros em criptomoedas a empresa japonesa

S3studio/Getty Images

A empresa Tech Bureau Corp informou, em comunicado, que "um acesso não autorizado" foi realizado por duas horas na sexta-feira, mas que a anomalia só foi detetada na segunda-feira e o prejuízo descoberto apenas na terça-feira

Uma empresa japonesa que opera com criptomoedas revelou esta quinta-feira que hackers conseguiram aceder aos seus sistemas e furtar um valor na ordem dos cerca de 6.700 milhões de ienes (51 milhões de euros).

A empresa Tech Bureau Corp informou, em comunicado, que "um acesso não autorizado" foi realizado por duas horas na sexta-feira, mas que a anomalia só foi detetada na segunda-feira e o prejuízo descoberto apenas na terça-feira.

Segundo a Tech Bureau Corp, 67% do valor dos bens eram de clientes e o restante pertencia a uma de empresa que fazia o câmbio das criptomoedas.

O furto afetou três criptomoedas, mas 89% incidiu sobre Bitcoins (BTC) e o resto em moedas virtuais MonaCoin (MONA) e Bitcoin Cash (BCH).

O prejuízo causado à empresa é menor do que o furto revelado em janeiro à operadora japonesa Coincheck, que denunciou o acesso irregular aos seus sistemas e subtração de criptomoedas e ienes no valor de cerca de 58 mil milhões de ienes (439 milhões de euros).

As denúncias obrigaram as autoridades japonesas a endurecerem os controlos sobre os mercados de criptomoedas.