Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Sri Lanka vai banir sacrifício de animais nos templos hindus. Muçulmanos ficam de fora da proibição

Anuwar Ali/Barcroft Images/Barcroft Media/Getty Images

Alguns hindus sacrificam cabras, bezerros e galinhas nos templos como uma oferenda às suas divindades. No entanto, o ritual motivou anos de protestos no país de maioria budista, que o considera desumano. Os animais sacrificados nos festivais hindus e muçulmanos são muitas vezes deixados a sangrar até à morte

O Governo do Sri Lanka concordou esta quarta-feira em proibir o sacrifício de animais nos templos hindus. Um porta-voz do Executivo disse à BBC que a medida foi proposta pelo Ministério dos Assuntos Religiosos Hindus e que a maioria dos grupos moderados a apoia.

Alguns hindus sacrificam cabras, bezerros e galinhas nos templos como uma oferenda às suas divindades. Contudo, o ritual motivou anos de protestos no país de maioria budista, que o considera desumano.

Os animais sacrificados nos festivais hindus e muçulmanos são muitas vezes deixados a sangrar até à morte, uma prática que revolta os ativistas dos direitos dos animais e alguns grupos budistas.

Proibição afeta liberdades religiosas, dizem críticos

Muitos hindus praticantes optam por não sacrificar animais mas os que o fazem argumentam que a proibição afetará as suas liberdades religiosas e que os sacrifícios são uma parte antiga da sua fé que as autoridades deviam permitir que continuasse.

No entanto, a lei não cobre o sacrifício de animais por muçulmanos, que constituem o terceiro maior grupo religioso no Sri Lanka.