Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pelo menos 21 mortos em queda de avião em rio do Sudão do Sul

Avião caiu ao rio por “falta de visibilidade” na aterragem, mas autoridades ainda estão a investigar as causas do acidente que deixou três sobreviventes, entre eles uma criança de seis anos, um jovem e um médico italiano de uma organização humanitária

A queda de um pequeno avião comercial num rio no Sudão do Sul, que tinha saído da capital Juba e tentava aterrar na cidade de Yirol, provocou este domingo a morte de, pelo menos, 21 pessoas, informaram as autoridades locais.

O ministro da Informação do estado de Yirol, Taban Abel Aguek, indicou às agências noticiosas Associated Press e EFE que o avião comercial tinha saído de Juba e devia ter aterrado no aeroporto daquela cidade.

Porém, durante o processo da aterragem, acabou por cair ao rio por “falta de visibilidade”, acrescentou Taban Abel Aguek. As autoridades estão, ainda assim, a investigar as causas do acidente.

O responsável adiantou que houve três sobreviventes, entre os quais uma criança de seis anos, um jovem e um médico italiano de uma organização humanitária.

A zona de Yirol localiza-se no centro do Sudão do Sul, país do nordeste de África que está em guerra civil há vários anos.