Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Caso Skripal. Londres pede reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas

Jack Taylor/Getty

Reunião deverá realizar-se na quinta-feira e permitirá a Londres pôr os seus parceiros do Conselho de Segurança a par dos últimos desenvolvimentos do caso de envenenamento com gás neurotóxico 'novitchok' do ex-espião russo Serguei Skripal e da filha Iulia

O Reino Unido pediu nesta quarta-feira uma reunião de emergência do Conselho de Segurança após a emissão de mandados de captura para dois agentes dos serviços secretos militares russos acusados de um ataque com gás 'novitchok' em território britânico.

Esta reunião deverá realizar-se na quinta-feira e permitirá a Londres pôr os seus parceiros do Conselho de Segurança a par dos últimos desenvolvimentos do caso de envenenamento com gás neurotóxico 'novitchok' do ex-espião russo Serguei Skripal e da filha Iulia, a 04 de março, em Salisbury, sudoeste de Inglaterra, precisou a embaixadora britânica na ONU, Karen Pierce. O caso do envenenamento está na origem de uma grave crise diplomática entre o Kremlin e o Ocidente.

Hoje de manhã, a primeira-ministra britânica, Theresa May, acusou os serviços secretos militares russos da autoria da tentativa de assassínio com 'novitchok' do antigo espião russo perpetrada, segundo indicou, por dois "agentes" desse organismo, para os quais foram emitidos mandados de captura.
Moscovo, que nega desde sempre estar na origem daquele ataque, condenou uma "manipulação da informação".