Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Arif Alvi, próximo de Imran Khan, é o novo Presidente do Paquistão

SHAHZAIB AKBER/EPA

Este dentista de formação é um dos fundadores do partido Pakistan Tehreek-e-Insaf, atualmente no poder sob a liderança de Imran Khan

Arif Alvi, próximo do primeiro-ministro Imran Khan, foi eleito esta terça-feira pelos parlamentares Presidente do Paquistão, sucedendo a Mamnoon Hussain à frente do único país muçulmano que possui a arma nuclear, anunciou a televisão estatal.

"É uma enorme responsabilidade. Farei o meu melhor para trabalhar pela melhoria do Paquistão", declarou Arif Alvi à imprensa após a sua eleição para o cargo, essencialmente honorífico.

"Sou o Presidente do Paquistão e não de um único partido", declarou perante a Assembleia Nacional.

Alvi, dentista de formação, é um dos fundadores do partido Pakistan Tehreek-e-Insaf (PTI, Movimento pela Justiça no Paquistão), atualmente no poder sob a liderança de Imran Khan.

O novo Presidente foi ainda secretário-geral do partido durante oito anos, a partir de 2006.

O novo chefe de Estado paquistanês estudou nos Estados Unidos e é ativo na rede social Twitter.

Em 2013, foi eleito deputado por uma circunscrição de Karachi, a maior cidade do país, tendo sido reeleito nas últimas legislativas.

Em 1969 foi ferido numa manifestação em Lahore contra o ditador Ayub Khan e tem ainda uma bala alojada no braço direito.

O papel de Arif Alvi será principalmente fazer a ligação entre o governo federal e as províncias, considerou o analista paquistanês Sohail Warraich em declarações à agência France Presse.

Com mais de 207 milhões de habitantes, o Paquistão vive, segundo especialistas, uma situação de quase insolvência e pode ser forçado a pedir rapidamente um empréstimo ao Fundo Monetário Internacional.