Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Boris Johnson critica política da primeira-ministra britânica

Yana Paskova/GETTY

O antigo chefe da diplomacia britânica considera que Theresa May está a dar aos líderes da UE uma “vitória” sem sequer tentar arranjar um plano para o Brexit que fortaleça a Grã-Bretanha

O antigo chefe da diplomacia britânica Boris Johnson criticou esta segunda-feira a política da primeira-ministra Theresa May, sobre o Brexit, considerando que a Grã-Bretanha vai ficar numa posição enfraquecida.

Boris Johnson escreveu esta segunda-feira no "Daily Telegraph" que o plano de Theresa May de continuar a ter laços com a União Europeia depois do Brexit vai deixar a Grã-Bretanha numa posição enfraquecida.

O antigo chefe da diplomacia britânica considera que Theresa May está a dar aos líderes da União Europeia uma "vitória" sem sequer tentar arranjar um plano para o Brexit que fortaleça a Grã-Bretanha depois de deixar a União Europeia em março.

O Reino Unido vai deixar a União Europeia (UE) em 29 de março de 2019, dois anos após o lançamento oficial do processo de saída, e quase três anos após o referendo de 23 de junho de 2016 que viu 52% dos britânicos votarem a favor do Brexit.

O negociador britânico, David Davis, e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, demitiram-se em julho em desacordo com a forma como estão a decorrer as negociações para a concretização da saída do Reino Unido da UE.

  • Proposta de Theresa May para o Brexit “condenada ao fracasso”, vaticina Tony Blair

    O antigo primeiro-ministro britânico defende, em entrevista à Euronews, que a proposta anunciada pela atual chefe do Executivo “é o pior de dois mundos e não vai satisfazer ninguém”. “A propósito, não penso que vá passar na Câmara dos Comuns. Penso que o Parlamento acabará por chumbar [a proposta]”, acrescentou. O negociador-chefe da UE para o Brexit também se diz “fortemente contra” as propostas de May sobre o comércio