Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Milhares protestam em Moscovo contra aumento da idade de reforma

Lei para aumentar a idade da reforma em oito anos para as mulheres e em cinco para os homens já foi aprovada numa primeira fase em Parlamento. Milhares de pessoas estão este domingo a protestar

Milhares de pessoas em Moscovo responderam este domingo ao apelo do Partido Comunista russo e de outras organizações de esquerda para protestar contra o aumento da idade da reforma promovido pelo Governo, que é rejeitado pela esmagadora maioria da população.

"A restauração do socialismo é a salvação da Rússia", lia-se numa tela colocada no início da Avenida Sakharov, onde teve lugar a manifestação organizada pela oposição, próxima do centro de Moscovo, e na qual manifestantes erguiam bandeiras vermelhas com a foice e o martelo.

A proposta do executivo russo aumenta a idade de reforma em oito anos para as mulheres (de 55 para 63 anos) e em cinco anos para os homens (de 60 a 65 anos), e já foi aprovada numa primeira fase pelo parlamento.