Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

China apresenta veículo com o qual vai explorar o lado oculto da Lua

China News Service

O veículo, que ainda não foi batizado, viajará em dezembro a bordo da nave não tripulada Chang E 4, e deverá alunar na bacia Aitken, e a partir dali percorrer o lado não visível da Lua

A agência espacial chinesa revelou imagens do veículo de exploração com que espera chegar ao lado oculto da Lua, no final deste ano, no que seria um feito inédito, informou esta quinta-feira a imprensa oficial.

O veículo, que ainda não foi batizado, viajará em dezembro a bordo da nave não tripulada Chang E 4, e deverá alunar na bacia Aitken, e a partir dali percorrer o lado não visível da Lua.

O veículo é semelhante ao Yutu, o primeiro explorador lunar chinês, lançado em 2013, e que continua a percorrer o lado visível da Lua.

Em conferência de imprensa, Wu Weiren, chefe do programa chinês de exploração lunar, explicou que o novo veículo se distingue do Yutu pela sua maior adaptabilidade a terrenos difíceis. E destacou que, com 140 quilos, é o "mais leve" de sempre.

De forma retangular, o explorador contará com seis rodas, dois painéis solares, um radar e várias câmaras, visando explorar o lado oculto da Lua.

Ao mesmo tempo que gira em torno da Terra, a Lua gira também em torno do seu eixo, por isso vê-se sempre a mesma metade do astro.

Os programas espaciais da antiga União Soviética e dos Estados Unidos conseguiram, há mais de 50 anos, fotografar a cara oculta da Lua, mas nunca conseguiram aterrar ali com êxito.