Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estava no hospital e foi atingida na cara por uma bala perdida

Uma mulher de 61 anos deu entrada num hospital de Niterói, no Brasil, para fazer exames. No local onde deveria estar em segurança para ser tratada, aconteceu o impensável

A ponte que liga a cidade do Rio de Janeiro a Niterói tem pouco mais de 13 quilómetros. E foi no hospital de Santa Marta, em Niterói, que um mulher de 61 anos foi atingida na madrugada de sábado com um tiro de bala perdida que lhe desfigurou o rosto e faz perigar a sobrevivência de um dos seus olhos.

O jornal “Estado de São Paulo” diz que a senhora estava numa “maca, no hospital Santa Marta, em Santa Rosa, na zona norte de Niterói, quando foi atingida”.

A Polícia Militar informou que “durante a madrugada, agentes do 12º Batalhão” efetuaram uma intervenção na “comunidade Souza Soares, que fica próxima ao hospital”, de acordo com a edição do “El Pais” – Brasil. O “Estado de São Paulo” diz que as autoridades “coibiram um baile funk organizado por traficantes no morro. De acordo com a PM, ao chegarem à comunidade, às 2h, as equipas foram atacadas por criminosos”.

Em 2017, foram registrados 63.880 homicídios no Brasil, segundo dados da ONG Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Isso significa que 175 pessoas assassinadas por dia.