Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Brexit. Metade dos britânicos é favorável a novo referendo se negociações terminarem sem acordo

Dominic Lipinski/PA Images/Getty Images

Um estudo de opinião apurou que 45% dos eleitores apoiam a realização de um referendo sobre a conclusão das negociações, enquanto 34% se opõe a essa solução. Metade dos inquiridos respondeu que deveriam ser os eleitores a decidir sobre sair ou ficar na União Europeia, enquanto 25% disseram que deveriam ser os deputados no Parlamento

Se as negociações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) terminarem sem um acordo, a decisão final sobre o Brexit deve ser tomada pelo público em referendo. É o que pensa metade dos britânicos de acordo com um estudo de opinião que inquiriu mais de 10 mil pessoas e que foi publicado esta sexta-feira.

Realizado entre 31 de julho e 7 de agosto, o inquérito apurou que 45% dos eleitores apoiam a realização de um referendo sobre a conclusão das negociações, qualquer que seja o resultado, enquanto 34% se opõem a essa solução. Questionados sobre quem deveria decidir entre ficar ou sair se as negociações fracassassem sem um acordo, metade dos inquiridos respondeu que deveriam ser os eleitores através de referendo, enquanto 25% disseram que deveriam ser os deputados no Parlamento.

May descarta nova consulta pública

A primeira-ministra britânica, Theresa May, já descartou várias vezes a realização de outra consulta pública sobre o Brexit, sublinhando que o público se pronunciou em referendo a 23 de junho de 2016. A votação terminou em 51,9% a favor da saída e 48,1% a favor da permanência do Reino Unido no bloco comunitário.

A menos de oito meses da data oficial de saída, 29 de março do próximo ano, a chefe do Executivo ainda não conseguiu encontrar uma proposta para manter os laços económicos com a UE que agrade a ambos os lados do seu partido dividido e seja aceitável para os negociadores em Bruxelas.

Confrontados com as três opções em cima da mesa – permanecer na UE, abandonar sem um acordo ou aceitar a proposta de May –, 40% dos inquiridos são favoráveis à permanência, 27% pretendem sair sem um acordo e apenas 11% vê como vantajoso o acordo proposto. O estudo conclui ainda que 74% acreditam que as negociações estão a correr mal e 68% consideram que o Reino Unido terá um mau acordo.