Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ministros do Irão e da Coreia do Norte juntos em encontro que desafia os EUA

ABEDIN TAHERKENAREH/EPA

O ministro dos Negócios Estrangeiros de ambos os países reuniram-se em Teerão no mesmo dia em que entraram em vigor sanções norte-americanas contra o Irão. “O mundo está cansado do unilateralismo dos EUA”, disse mais tarde, no Twitter, o ministro iraniano

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, reuniu-se esta terça-feira, em Teerão, com o seu homólogo iraniano, um encontro interpretado como uma demonstração de desafio ao acontecer no mesmo dia em que entraram em vigor sanções norte-americanas contra o Irão.

De acordo com um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano, Ri Yong Ho - cujo país também está sob pressão de Washington, para abandonar as suas valências nucleares para o uso militar (como os EUA também já fizeram com o Irão) - e Mohammad Javad Zarif expressaram a sua satisfação com o nível das relações bilaterais” e apostaram “numa expansão adicional” dos laços.

Os dois ministros discutiram “os eventos internacionais mais importantes e assuntos de interesse mútuo”, acrescentou a nota, que não deu mais detalhes sobre o encontro.

Numa publicação feita no Twitter na noite de terça-feira, Javad Zarif escreveu que “o mundo está farto e cansado do unilateralismo dos EUA”, acrescentando que “o mundo não seguirá os ditames de tweets impulsivos”.

“Basta perguntar à UE, Rússia, China e dezenas de nossos outros parceiros comerciais”, continuou Zarif.

A Casa Branca assegurou, há quatro dias, que pretende “manter a pressão”, tanto diplomática como económica, sobre a Coreia do Norte depois de um relatório confidencial da ONU referir que Pyongyang continua a desenvolver programas nucleares e de mísseis.