Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Incêndios. UE enaltece “maior operação de Proteção Civil” na Suécia

FREDRIK SANDBERG/AFP/Getty

Bruxelas sublinha que a operação na Suécia foi “a maior ao nível da Proteção Civil europeia na última década” e “a maior operação de combate a incêndios, em termos de deslocação de pessoal”

A Comissão Europeia salientou esta segunda-feira o sucesso da "maior operação de Proteção Civil europeia na última década", reportando-se à mobilização comunitária registada para combater os incêndios na Suécia.

"Mais de 360 bombeiros, sete aviões, seis helicópteros e 67 viaturas foram mobilizados através do Mecanismo Europeu de Proteção Civil nas últimas três semanas para ajudar a Suécia a combater uns fogos florestais sem precedentes", enumera a nota do executivo comunitário.

A Comissão Europeia acentua ainda que esta foi "a maior operação de Proteção Civil europeia na última década" e "a maior operação de combate a incêndios, em termos de deslocação de pessoal".

"Uma vez mais, os Estados-membros demonstraram solidariedade europeia através do Mecanismo Europeu de Proteção Civil. [...] Agradeço profundamente a todos os Estados-membros pela sua assistência e solidariedade. Agora é o momento de aprender coletivamente com estas tragédias, e lutar para fortalecer o mecanismo", enfatizou o comissário europeu para a Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides.

Portugal foi um dos Estados-membros que respondeu ao pedido de ajuda da Suécia, através do Mecanismo Europeu de Proteção Civil, enviando dois aviões médios anfíbios para ajuda no combate aos fogos, que queimaram mais de 20 mil hectares no país.

Na sequência dos incêndios florestais de 2017 no sul da Europa, e em particular em Portugal, onde morreram mais de 100 pessoas, a Comissão Europeia apresentou propostas – atualmente a serem negociadas com o Conselho (Estados-membros) – para reforçar o mecanismo de Proteção Civil, de modo a melhorar a sua capacidade de resposta a catástrofes naturais como os fogos.

Em 25 de julho, os embaixadores dos Estados-membros deram luz verde, em nome do Conselho da União Europeia, ao início das negociações da proposta de reforma daquele mecanismo.

O Mecanismo Europeu de Proteção Civil, que funciona desde 2001, é atualmente baseado num sistema voluntário.

A proposta apresentada pela Comissão Europeia visa criar uma reserva de recursos na UE, assegurando uma reação ao nível comunitário em matéria de proteção civil quando as capacidades nacionais de combate às catástrofes naturais forem ultrapassadas.