Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Três tesouros nacionais roubados em plena luz do dia na Suécia

PONTUS STENBERG/AFP/Getty Images

Os objetos furtados são duas coroas e um orbe feito para os funerais do Rei Carlos IX e da sua esposa Cristina no século XVII. Os dois ladrões envolvidos no roubo partiram uma vitrina na Catedral de Strängnäs, cidade situada numa pequena península na margem do Lago Malar. Testemunhas terão visto os ladrões a escaparem pelo lago a bordo de uma lancha

Três tesouros nacionais da Suécia foram roubados de uma catedral perto de Estocolmo na terça-feira, em plena luz do dia. Os objetos furtados são duas coroas e um orbe (uma esfera) feito para os funerais do Rei Carlos IX e da sua esposa Cristina no século XVII.

De acordo com o reverendo Christopher Lundgren, citado pelo jornal “The New York Times”, os dois ladrões envolvidos no roubo partiram uma vitrina na Catedral de Strängnäs, cidade situada numa pequena península na margem do Lago Malar. Quando o assalto aconteceu, ninguém se encontrava na sala de acesso público onde os artefactos estavam expostos, ainda que na catedral estivessem quatro outras pessoas, incluindo um padre e um porteiro. Testemunhas terão visto os ladrões a escaparem pelo lago a bordo de uma lancha.

Quando alertada para o roubo, a polícia enviou helicópteros, barcos e agentes a pé. No entanto, o lago é um dos maiores da Suécia e tem mais de oito mil ilhas e muitas cidades, pelo que “é possível seguir em várias direções diferentes”, informou a polícia.

Os criminosos poderão, contudo, ficar desapontados com o produto do seu furto. Apesar de serem feitos de ouro, as coroas e o orbe foram feitos com um propósito fúnebre e têm um valor intrínseco relativamente baixo, adianta o jornal.