Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Israel ameaça com resposta militar se Irão bloquear principal rota marítima do Médio Oriente para a Europa

Lior Mizrahi/Getty Images

A ameaça do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu surgiu na sequência de um ataque dos houthis no Iémen - alinhados com o Irão - a dois navios sauditas no estreito de Bab-el-Mandeb. A Arábia Saudita e o Irão estão há três anos numa guerra por procuração no Iémen, situado no lado sul do estreito. Trata-se de um ponto estratégico, por onde passam milhões de barris de petróleo por dia, mas também um alvo fácil

Se o Irão tentar bloquear o estreito de Bab-el-Mandeb, que liga o Mar Vermelho ao Golfo de Áden, Israel envia os seus militares. A ameaça foi feita esta quarta-feira pelo primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu.

Na semana passada, na sequência de um ataque dos houthis no Iémen, alinhados com o Irão, a dois navios no estreito, a Arábia Saudita anunciou a suspensão de remessas de petróleo por essa via, que é a principal rota marítima do Médio Oriente para a Europa. A Arábia Saudita e o Irão estão há três anos numa guerra por procuração no Iémen, situado no lado sul do estreito.

Os houthis, que já tinham ameaçado bloquear o estreito, anunciaram ter capacidade naval para atingir portos sauditas e outros alvos no Mar Vermelho. Já o Irão não ameaçou bloquear Bab-el-Mandeb mas garantiu que bloquearia o estreito de Ormuz, situado entre o golfo de Omã e o golfo Pérsico, se fosse impedido de exportar o seu petróleo.

Um estreito estratégico mas também um alvo fácil

Num desfile de novos oficiais navais na cidade israelita de Haifa, Netanyahu deixou o alerta: “Se o Irão tentar bloquear o estreito de Bab-el-Mandeb, estou certo de que estará diante de uma coligação internacional determinada a impedir que isso aconteça. E essa coligação incluirá todos os ramos militares de Israel”.

Os navios com destino a Israel, principalmente vindos da Ásia, atravessam o estreito até à cidade israelita de Eilat ou continuam através do Canal de Suez até ao Mar Mediterrâneo. Os navios com destino ao porto de Aqaba, na Jordânia, e a alguns destinos sauditas também têm de passar pelo estreito.

Bab-el-Mandeb tem 29 quilómetros de largura, o que torna as centenas de navios que por ali transitam um alvo fácil. Estima-se que em 2016 cerca de 4,8 milhões de barris de petróleo bruto e outros produtos passaram pelo estreito todos os dias.