Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ex-assistente de Trump assegura que o declínio mental deste não pode ser negado

Antiga estrela televisiva confessou que ficou perturbada pela entrevista que Trump deu a Lester Holt

Uma antiga funcionária da Casa Branca garante, num livro que acabou de publicar, que Donald Trump tem exibido "um declínio mental que não pode ser negado". Um excerto do novo livro de Omarosa Manigault-Newman foi publicado pela edição eletrónica do jornal DailyMail.

Esta antiga estrela televisiva, que apareceu no programa 'The Apprentice' ('O Aprendiz'), que Trump manteve num canal televisivo, e mais tarde foi assistente do Presidente, confessou que ficou perturbada pela entrevista que Trump deu a Lester Holt.

Escreveu que, enquanto assistia à entrevista na televisão, "compreendeu que alguma coisa real e séria estava a ocorrer no cérebro de Trump" e que o seu "declínio mental não podia ser negado". E acrescentou: "Eu só pensava 'Oh não! Oh não! Isto é mau!". A Casa Branca não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.