Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Deputado indiano preocupado com saída de jovens goeses com passaporte português

Legislação portuguesa permite que os residentes em Goa cujos pais ou avós tenham nascido na antiga colónia de Portugal possam obter o passaporte e emigrar para a Europa

A falta de emprego que afeta Goa está a levar a que milhares de jovens abandonem o país, optando por escolher o passaporte português, disse nesta segunda-feira um deputado na Assembleia Legislativa do Estado. "Eles [os jovens] dizem que não há trabalhos em Goa, e estão a emigrar através do passaporte português", disse o deputado da Assembleia Legislativa Francis Silveira, em declarações citadas pelo portal 'India Today'.

Francis Silveira apontou que um grande número de jovens do seu círculo eleitoral, St. Andre, está a abandonar a localidade costeira.
A legislação portuguesa permite que os residentes em Goa cujos pais ou avós tenham nascido na antiga colónia de Portugal possam obter o passaporte e emigrar para a Europa.

O passaporte português permite que os goeses tenham acesso a trabalho na Europa sem necessidade de visto. Nos últimos dez anos, mais de 1.200 nativos da zona St. Andre optaram por passaporte e nacionalidade portugueses.