Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Retrato de Putin na galeria dos Presidentes... norte-americanos

Kevin Lamarque/Reuters

Uma fotografia do líder russo surgiu no Capitólio de Denver, no lugar destinado a uma fotografia de Trump. Brincadeira ou protesto?

Margarida Mota

Jornalista

E depois de Barack Obama, o Presidente dos Estados Unidos que se segue é... Vladimir Putin. Pelo menos a atentar na sucessão de retratos que, ainda que brevemente, adornaram a galeria presidencial do Capitólio da cidade norte-americana de Denver, estado do Colorado.

A foto do chefe de Estado da Rússia foi colocada num tripé por baixo do retrato de Barack Obama e de um espaço em branco na parede destinado ao retrato de Donald Trump, numa área que pode ser visitada pelo público.

Foi posteriormente retirada daquela galeria, situada no terceiro andar do edifício, mas não sem antes o senador estadual Steve Fenberg (democrata) ter registado o insólito para a posteridade.

A CNN diz que a foto de Putin foi ali colocada na quinta-feira passada por “um brincalhão desconhecido”, citando a organização Colorado Citizens for Culture, responsável pela recolha de donativos para os retratos presidenciais.

Segundo a publicação “Huffington Post”, até este episódio, a associação ainda não tinha recebido um único dos 10 mil dólares (8600 euros) necessários para mandar fazer o retrato de Trump, enquanto quer no caso de George W. Bush quer no de Barack Obama, a totalidade do dinheiro demorou apenas quatro semanas a aparecer.

Mas, com esta “ajuda de Putin”, a sorte de Trump começa a mudar... Até ao meio-dia de sábado, dois doadores já se tinham chegado à frente para contribuir para o retrato do 45.º Presidente dos EUA, com um total de 45 dólares (39 euros).