Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Papa aceita renúncia de cardeal norte-americano acusado de abuso sexual

Cardeal Theodore Edgar McCarrick

Alessandro Bianchi/Reuters

O caso dos alegados abusos sexuais tem 40 anos e terá acontecido na cidade de Nova Iorque

O Vaticano anunciou este sábado, num comunicado, que o papa Francisco aceitou a renúncia do prelado norte-americano Theodore McCarrick ao Colégio dos Cardeais.

A nota da sala de imprensa do Vaticano referiu que Francisco recebeu a carta de renúncia do antigo arcebispo de Washington, nos Estados Unidos, na sexta-feira.

Além de concordar com a renúncia de McCarrick como cardeal, Francis ordenou que conduza "uma vida de oração e penitência" até que as acusações de abuso sexual de que é alvo sejam examinadas num julgamento da Igreja Católica.

McCarrick foi retirado do ministério público a 20 de junho e aguarda uma investigação completa sobre as acusações de que acariciou um adolescente, há mais de 40 anos, na cidade de Nova Iorque.

Um homem, que tinha 11 anos na época do suposto primeiro abuso, diz que um relacionamento sexualmente abusivo continuou por mais de duas décadas.

Theodore McCarrick negou inicialmente a acusação.