Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Bebé desaparecida aos 9 meses é reencontrada 24 anos depois

Aleacia Stanci foi deixada pela mãe ao cuidado de uma amiga da família, em 1994, e nunca mais se soube do seu paradeiro. O mistério foi esclarecido, com recurso ao ADN e a fotografias de progressão de idade

Aleacia Stanci reapareceu viva e saudável, em Connecticut, 24 anos depois de ter sido dada como desaparecida, em Phoenix, nos EUA.

Em dezembro de 1994, apenas com nove meses, Aleacia foi deixada pela mãe - Toni, uma veterana da Força Aérea, toxicodependente e que estava envolvida na prostituição - ao cuidado de uma amiga da família. Ao regressar, a mãe não encontrou a bebé e ninguém lhe soube dizer para onde tinha sido levada.

Sabe-se agora que terá passado de casa em casa, até ser entregue à polícia, que na altura não dispunha de meios para a identificar ou relacionar com processos eventualmente abertos. A própia mãe acabaria presa pouco tempo depois, demorando quase um ano a comunicar o desaparecimento da filha.

Mais tarde, Toni viria a ser encontrada morta, o que deixou as autoridades sem qualquer testemunha para tentar encontrar a criança. Só em 2008 o caso viria a ser reaberto, para que se reavaliassem as informações disponíveis, em conjunto com o Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas.

Recolhido o ADN de familiares, a polícia desenvolveu um perfil para a menina desaparecida, recorrendo também a um software para criar fotografias que simulassem a progressão de idade.

A chave foi precisamente uma dessas fotos, quando, seis anos depois - em 2014 - uma mulher foi internada num hospital em Connecticut, sem qualquer identificação. Uma enfermeira encontrou a imagem na base de dados nacional de pessoas desaparecidas e contactou a polícia.

Três anos depois, o ADN da mulher seria cruzado com o da bebé desaparecida, o que permitiu resolver o mistério. Como foi considerado não ter ocorrido nenhum crime, o caso foi finalmente encerrado, sabendo-se apenas que Aleacia foi adotada ainda criança, usando agora outro nome.

Depois de conhecer a sua verdadeira história acedeu a encontrar-se com uma das avós biológicas, que confirmou ter estado com ela, mas a jovem deseja manter a sua vida privada.