Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Agente da polícia de Miami detida por ter agredido uma mulher grávida

Agressões aconteceram na rua e a mulher acabou por ter de ser transportada ao hospital, onde deu à luz prematuramente. Agente foi suspensa e enfrenta uma possível acusação criminal

Uma agente da polícia de Miami foi detida e enfrenta uma possível acusação criminal, depois de ter agredido na rua uma mulher grávida, que acabou por dar à luz prematuramente.

Ambar Pacheco, 26 anos, admitiu a altercação com a mulher, não sendo claro o que provocou o confronto. De acordo com o “Miami New Times”, Evoni Murray estava com o namorado e a agente seguia na mesma zona acompanhada da irmã. Às autoridades, Ambar disse ter visto a irmã ser agredida no rosto, pelo companheiro de Evoni, o que a levou a reagir, agredindo a mulher.

Grávida de oito meses, Evony terá sofrido um pontapé no estômago, ficando no chão com fortes dores abdominais e contrações. A polícia foi chamada e a mulher posteriormente levada para um hospital local, onde o parto teve de ser realizado esta quarta-feira.

Segundo um porta-voz da polícia de Miami, Ambar é agente há menos de um ano e ficou, para já, “suspensa de funções”, até ser comcluída a investigação sobre o incidente.