Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Engenho explosivo detonado junto à embaixada dos EUA em Pequim

A explosão de um pequeno engenho caseiro causou apenas um ferido, o homem de 26 anos que o detonou

Um engenho explosivo foi detonado esta quinta-feira no exterior da embaixada dos Estados Unidos em Pequim e uma mulher foi detida depois de se ter regado com gasolina, informou o jornal chinês Global Times.

"Registou-se uma explosão pelas 13h [6h em Lisboa] no espaço público exterior", disse um porta-voz da embaixada ao Global Times.

"De acordo com o responsável de segurança regional da embaixada, um indivíduo detonou uma bomba", acrescentou a mesma fonte, garantindo que não há feridos a registar.

No entanto, a polícia chinesa disse à agência de notícias Associated Press que a explosão foi causada por um pequeno engenho caseiro empunhado por um homem, de 26 anos, que ficou ferido.

Fotos publicadas na rede social Twitter mostram um cordão policial em torno da embaixada dos Estados Unidos,em Pequim.

O jornal do Partido Comunista, o Global Times, informou no Twitter que moradores ouviram um "estrondo" e que a polícia deteve "uma mulher que se regou com gasolina numa tentativa de se imolar" pelo fogo, por volta das 11h (4h em Lisboa).